Vale a pena ter Rastreador Veicular?

Tempo de leitura: 2 minutos

Da década de 1990 para cá, muita coisa mudou em relação aos sistemas de segurança para carros. Os rastreadores estão cada vez mais atualizados em questão de tecnologia e pessoas más intencionadas (vulgo assaltantes) se sentem cada vez mais incapacitados para cometer crimes.

No entanto, muitas pessoas ainda se questionam se o rastreador vale ou não a pena. Para te ajudar, confira alguns dados importantes que separamos sobre o rastreador:

  • No Brasil, há aproximadamente 300 empresas credenciadas e regulamentadas que atuam no mercado de rastreadores e monitoramento;
  • Ao todo, cerca de 2,3 milhões de veículos no país possuem a tecnologia instalada. Desses, 50% são automóveis, 35% são caminhões e 12% são motocicletas. O restante se divide entre carretas, máquinas e ônibus;
  • Em 2016, tivemos um pico histórico de roubo de veículos, com 32 mil ocorrências registradas. No mesmo ano, a GRISTEC fez uma pesquisa e identificou que milhares de tentativas de roubo/furto foram frustradas graças ao rastreamento e monitoramento de veículos;
  • Em 149 mil eventos de roubo/furto de veículos monitorados no país, a recuperação foi total graças à ação dos rastreadores e dos serviços prestados.

Os dados são da Associação Brasileira das Empresas de Gerenciamento de Riscos e de Tecnologia de Rastreamento, Monitoramento e Telemetria, a GRISTEC.

Com o aumento da criminalidade no Brasil e o agravamento da crise financeira, a alternativa encontrada por diversos motoristas para barrarem as ações de assaltantes foi a instalação de rastreador – que conta também com monitoramento do veículo.

Mas o que, de concreto, o Rastreador Veicular oferece?

  • Maior segurança pessoal e familiar;
  • Tranquilidade para o motorista;
  • Grande possibilidade de recuperar o veículo em caso de roubo ou furto;
  • Possibilidade de acompanhar o trajeto do veículo pela internet;
  • Barateamento do preço em relação ao seguro;
  • Bloqueio do veículo;
  • Monitoramento 24h,
  • Equipe tática para recuperação do veículo;
  • Botão de pânico;
  • Funções exclusivas pelo aplicativo, como cerca e ignição.

E para frotas, o rastreador é vantajoso?

Muito! É possível ter controle completo dos veículos, pois pelo computador ou smartphone relatórios de deslocamentos, paradas e velocidade podem ser gerados.

O rastreador veicular também se torna útil para aumentar a produtividade do funcionário. Isso acontece porque, ao perceber que está sendo monitorado através do rastreamento, o empregado acaba se “colocando na linha”. Assim, você acaba evitando o uso indevido do veículo da empresa.

Conclusão

Portanto, podemos afirmar que o Rastreador Veicular vale muito a pena. Seu índice de recuperação é alto, não há burocracia para contratar o serviço, seu valor é muito abaixo do seguro – o que permite atingir várias camadas da sociedade – e suas ferramentas exclusivas (como relatórios, aplicativos, monitoramento, bloqueio, etc) são um grande atrativo.

Ficou interessado em instalar um rastreador veicular?

Estamos presentes em todos os estados do Brasil! Para realizar cotação, clique aqui e fale com um de nossos consultores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *