Outubro Rosa: mês da prevenção do câncer de mama

Outubro rosa campanha 2018
Hoje inicia a campanha do Outubro Rosa, que tem como objetivo a conscientização das mulheres a respeito da prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama, aumentando as chances de cura e, assim, reduzir a mortalidade.

De acordo com projeções de 2017 do Instituto Nacional de Câncer (INCA), estima-se que esse ano cerca de 59.700 novos casos de câncer de mama serão diagnosticados no Brasil. Para cada 100 mil mulheres, cerca de 56 desenvolvem a condição.

Os dados alarmantes apontam o câncer de mama como a segunda neoplasia que mais acomete mulheres em todo o mundo. Mais do que levantar dados, o Outubro Rosa visa garantir às mulheres atendimento, assistência médica e, principalmente, suporte emocional.

História do Outubro Rosa

No fim do século XX alguns estados norte-americanos promoviam ações isoladas de conscientização sobre a doença. Aos poucos, essas iniciativas foram amplificadas e ganharam muita visibilidade, fazendo com que o Congresso Americano oficializasse o mês de outubro como mês nacional de prevenção ao câncer de mama.

Em 1983 o Instituto Susan G. Kamen Breast Cancer Foundation, nos Estados Unidos, promoveu a primeira “Caminhada Pela Vida”, em Dallas. O objetivo do projeto era arrecadar fundos para pesquisa e dar visibilidade à importância do projeto. Com cerca de 800 pessoas participando, o evento marcou o início de uma ação que, mais tarde, ganhou dimensões mundiais.

Os laços rosas, símbolo da campanha, foram distribuídos aos participantes em 1991, também na Caminhada Pela Vida, dessa vez em Nova York. Desde então a instituto continua promovendo corridas anualmente em prol dessa luta. Em 1997, a fim de sensibilizar a população, prédios públicos foram enfeitados com laços e iluminação rosa.

No Brasil

Outubro rosa campanha 2018

A primeira ação para prevenção do câncer de mama no Brasil aconteceu no parque Ibirapuera, em São Paulo, em 2002. O monumento conhecido como Obelisco de Ibirapuera foi iluminado de rosa por um grupo de mulheres simpatizantes com a causa.

Somente a partir de 2008 as ações foram se tornando mais frequentes. Várias entidades relacionadas ao câncer de mama passaram a iluminar monumentos e prédios de rosa, deixando a mensagem bem clara: a melhor medida é a prevenção.

Tema da campanha em 2018

Esse ano a campanha do Outubro Rosa tem como tema “Prevenir é um ato de coragem. Lute pelo que te faz feliz”. O principal objetivo do tema é que seja estimulada a criação de redes de apoio. Através da hashtag #CompatilheSuaLuta, pacientes e parentes podem encontrar em ONGs e junto a outras pessoas ajuda para enfrentar a enfermidade. A hashtag também visa promover informações referentes ao câncer de mama, mostrando direitos e possibilidades, que também faz parte do combate à doença.

O câncer de mama

Esse tipo de câncer é o segundo que mais atinge mulheres no Brasil e no mundo, perdendo apenas para o câncer de pele não-melanoma, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer, sendo o câncer de mama uma neoplasia maligna que acomete o tecido mamário.

O tumor se forma a partir da multiplicação desenfreada de células anormais, que por sua vez acontece por causa de uma mutação genética de alguma célula. Alguns fatores podem influenciar as chances de desenvolver esse tipo de câncer, como ter menstruado antes dos 12 anos de idade, tabagismo, alcoolismo, obesidade, ter feito reposição hormonal, histórico familiar, entre outros fatores.

Para que haja maiores chances de cura, o tumor deve ser identificado precocemente. Exames como a mamografia são imprescindíveis para a descoberta de um câncer que pode ser tratado rapidamente. Esse tipo de exame deve ser feito com frequência a partir dos 50 anos, onde há maiores índices do aparecimento desse tipo de câncer.

Autoexame e mamografia

O autoexame é muito importante, no entanto vale lembrar que esse tipo de exame só detecta o câncer quando ele já está muito avançado. Enquanto a mamografia consegue detectar tumores menores que 1 cm, o autoexame só detecta caroços a partir de 2 cm (o que significa que o câncer já está bastante avançado).

Embora a mamografia seja o melhor método para prevenir o câncer de mama, o autoexame deve ser feito 1 vez por mês, cerca de 3 a 5 dias após o primeiro dia de menstruação, que é quando a mama está menos inchada e dolorida, o que facilita detectar alguma alteração. Veja como realizar o autoexame:

Outubro rosa campanha 2018

Mas lembre-se: o autoexame NÃO substitui o exame de mamografia, que consiste em uma radiografia das mamas capaz de detectar alterações precoces. O exame deve ser realizado de modo preventivo a cada 2 anos por todas as mulheres entre 50 e 69 anos de idade.

Sintomas que vão além do “caroço”

Sentir um nódulo na mama não é o único sintoma que o câncer de mama apresenta. Na medida em que o câncer se desenvolve, alguns outros sintomas vão surgindo. São eles:

  • Alterações no formato ou tamanho da mama;
  • Pele com aspecto anormal, semelhante à casca de laranja;
  • Vermelhidão, calor e dor, no caso do câncer de mama inflamatório;
  • Feridas e crostas na pele do mamilo;
  • Coceira frequente na aréola e no mamilo;
  • Liberação de secreções ou sangue pelo mamilo;
  • Inchaço e nódulos nas axilas.

Em diversas cidades do Brasil e do mundo a campanha é acompanhada por atividades. Em Porto Alegre, por exemplo, será realizada a Caminhada das Vitoriosas 2018, no dia 21 de outubro. Promovida pelo Instituto de Mama do Rio Grande do Sul, a concentração acontece no Parcão às 9h e saem às 10h em direção a Redenção.

O Outubro Rosa é uma ação impactante que leva informação, assistência e amparo às mulheres. Prevenir é sempre a melhor luta contra o câncer de mama! Junte-se a essa causa e ajude mais mulheres a terem essa consciência!

 

Deixe um comentário