Saiba como não cair na fraude do combustível adulterado

Como NÃO CAIR na fraude do combustível adulterado

 

De acordo com o artigo 1º, inciso I, da Lei 8176/91, constitui crime contra a ordem econômica adquirir, distribuir e revender derivados de petróleo, gás natural e suas frações recuperáveis, álcool etílico hidratado e demais combustíveis líquidos carburantes, em desacordo com as normas estabelecidas na forma da lei.

Apesar da Lei e da penalidade ser de 1 a 5 anos de detenção, ainda assim alguns postos adulteram seu combustível. E você só sentirá os efeitos dessa adulteração algum tempo depois, quando o carro começar a apresentar problemas.

Para que você não seja mais uma vítima desse tipo de fraude, entenda quem regulamenta o combustível no Brasil, os principais “sintomas”, como essa adulteração é feita, os prejuízos ao automóvel, etc. Confira:

Quem regulamenta os combustíveis no Brasil?

Primeiro você deve entender quem regulamenta a gasolina brasileira, para que saiba onde denunciar caso suspeite de alguma adulteração.

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) é responsável por regulamentar e fiscalizar os combustíveis no mercado e aplica punições quando necessário.

  • Onde denunciar?

Denúncias devem ser feitas através do telefone 0800 970-0267 ou pelo site da ANP.

Você deve ter o máximo de informações possíveis, como o CNPJ do posto, razão social, endereço e distribuidora, que você irá encontrar na nota fiscal, então é importante que não a descarte.

Sintomas e danos causados pelo combustível adulterado

Fique atento aos sinais dados pelo seu veículo! Eles são muito importantes para conseguir detectar se você está abastecendo com combustível batizado.

  • Aumento do consumo é um clássico sinal. Estudos apontam que quando a gasolina ou etanol está adulterado o consumo despenca 30%;
  • Verifique se seu veículo está apresentando falhas ao dar partida;
  • Um combustível adulterado é muito prejudicial ao motor do veículo. Danos ao filtro de combustível, velas e bombas do motor são indícios de gasolina “batizada”;
  • Se seu automóvel estiver perdendo potência repentinamente, motor com barulhos incomuns e escapamento com falhas – combinado com os outros sintomas citados – é quase certo o diagnóstico de que você sofreu fraude na gasolina.

Como o combustível é batizado

Gasolina

Geralmente a adulteração da gasolina acontece com a adição de etanol

anidro acima do permitido pela legislação brasileira, que atualmente é de 27%.

No entanto, alguns locais deixam essa mistura ainda mais danosa, ao adicionar solventes na gasolina, pois são mais baratos que o etanol anidro.

Etanol

Além do anidro, também é adicionado água ou metanol, o que transforma o etanol hidratado no chamado “álcool molhado”.

A mistura ganha um tom alaranjado, então é bom conferir se o etanol está apresentando essa cor através do densímetro. Desconfie de postos que as bombas não apresentam esse recurso.

Ficou na dúvida? Peça o teste!

Como NÃO CAIR na fraude do combustível adulterado

Por lei, todos os postos de combustíveis são obrigados a dispor de equipamentos e pessoas capacitadas para o teste de qualidade que você pode solicitar a qualquer momento.

  • Na gasolina, o profissional deverá adicionar água na mesma. O derivado do petróleo irá se separar da água, enquanto o anidro se mesclará. O equipamento medirá o volume do etanol anidro e se ultrapassar 27% a gasolina está adulterada;
  • Já para conferir o álcool, por determinação da ANP, as bombas de etanol deverão possuir um equipamento chamado densímetro, que consiste em um tubo transparente onde é possível verificar a proporção entre água e álcool. O máximo de água permitido é 5%.

Como NÃO CAIR na fraude do combustível adulterado

Como evitar cair nesse tipo de fraude

  1. Abasteça em postos com bandeira, como por exemplo Shell, Esso, Petrobrás e Ipiranga;
  2. Desconfie daquele posto que esteja oferecendo combustível muito abaixo do valor;
  3. Se estiver na dúvida se o posto é regularizado, peça ao frentista ou gerente o certificado de qualidade do posto, emitido pela ANP;
  4. Peça sempre a nota fiscal.

Agora você já sabe exatamente o que fazer se suspeitar que algum posto esteja comercializando combustível adulterado.

Faça a denúncia se desconfiar de algo, assim você estará ajudando a acabar com esse esquema ilícito em postos de combustíveis.

Gostou das nossas dicas?

Então compartilhe nosso post para que mais pessoas saibam como não cair na fraude do combustível adulterado. Para realizar uma cotação grátis, clique aqui e fale com um de nossos consultores.

Confira também como economizar gasolina no dia a dia.

Deixe um comentário